quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Por Onde Anda - Mark Hamill

Nascido no dia 25 de Setembro de 1951, na Califórnia, Mark Hamill chegou a morar em diversos paises. De volta para os Estados Unidos, começou a estudar teatro e fez seu primeiro papel na TV como coadjuvante em “The Bill Cosby Show” (1970). Chegou a participar de diversas series, até o ponto de ter seu rosto estampado em diversas capas de revistas adolescentes.

Mas, foi em 1976 que Mark encontrou o personagem que o levaria a fama absoluta: Luke Skywalker no filme “Guerra nas Estrelas” (1977). Depois vieram as seqüências “O Império Contra-Ataca” (1980) e “O Retorno de Jedi” (1983). O que parecia ser maravilhoso, acabou se tornando um pesadelo. Depois disso, sua carreira ficou vinculada ao personagem.

Atuou em diversos filmes no final da década de 70 e início dos anos 80: Corvette Summer (1978), The Big Red One (1980), The Night The Lights Went Out in Georgia (1981). Porém nenhum conseguiu tirar a imagem do loirinho com o sabre de luz.

Em 1980, decidiu dedicar-se às peças teatrais fazendo parte de peças na Broadway. Se destacou em "Amadeus" e "O Homem Elefante".

E... POR ONDE ANDA?!

O ator está casado desde 1978, com a dentista Marilou York. O casal tem três: o mais velho Nathan, de 31 anos, Griffin, 27, e Chelsea, a caçula de 22 anos.

Em 1996, escreveu o romance gráfico "The Black Pearl", mas foi na dublagem que o ator se encontrou. Mark é a voz em alguns desenhos animados: Coringa, do Batman, Gárgula do “Incrível Hulk, Hobgoblin em Homem Aranha, Maximus no Quarteto Fantástico, Duende Verde em "O Homem Aranha" e o Trapaceiro em “The Flash”. Chegou até mesmo ganhar em 2010 o prêmio de "Melhor Desempenho de Personagem", no game "Batman: Arkham Asylum".

Enquanto nada aparece no cinema para o ator, Hamill continua esperando os eventos de Guerra nas Estrelas para ter seus 15 minutos de fama novamente.

2 comentários :

  1. Puts, quanta diferênça, ele está muito velho.
    Adoro essa coluna também! hauha

    ResponderExcluir
  2. Na nossa velhice possivelmente estaremos assim também, meio "uva passa" mas o espírito jovem pode permanecer em nós até o fim desta passagem nossa pela Terra. O mais importante é ser feliz (veja a Olivia newton Jhon nesta coluna). Eu, prá ser feliz, dou felicidade. É isso que me deixa mais feliz.
    "Uva passa", mas feliz!!!
    ...e lembre que o aspecto uva também passará...

    ResponderExcluir

FeedBurner FeedCount